Brasil tem lugar de destaque em feira do setor de Mineração no Chile

Começou hoje (25 de abril) a Expomin – XIV Exposição e Congresso Mundial para a Mineração Latino-americana, em Santiago (Chile). O evento espera cerca de 80 mil visitantes e 2700 expositores de todo mundo até sexta-feira, 29. Uma das particularidades desta edição é a maior presença internacional. Os organizadores esperam expositores de mais de 36, o que representa 40% dos participantes do evento. Pela primeira vez a Expomin contará com um país convidado, o Brasil. Empresas brasileiras de geossintéticos como a Cipatex, Intermas e Maccaferri estão entre as expositoras.

Presidente Michelle Bachelet participa da abertura da Expomin

Presidente Michelle Bachelet participa da abertura da Expomin

Para Carlos Parada, diretor executivo da Expomin, o Brasil solicitou essa posição de destaque e para a organização da feira é interessante que um país utilize o evento para fortalecer sua presença na feira. “Para os brasileiros, o Chile é o mercado natural. Além do que, entre os dois países existem localidades geográficas parecidas, culturais e ainda relações comerciais”, explica Parada.

O diretor executivo observou que por várias versões que a Expomin tenta conduzir a exposição para um nível mais regional, ou seja, também incorporar as realidades de outros países para a indústria chilena, com intuito de resgatar algumas ideias e incorporá-los no sector. Dentro desta linha, a conferência “Competitividade na mineração das Américas” trará as câmaras de mineração do Chile, Colômbia, México, Peru, Argentina, Brasil, Equador e Canadá para analisar a competitividade da indústria de mineração em seus países.

Presença Brasileira – Ao menos três empresas brasileiras do setor de geossintéticos participarão da feira chilena. Presente em todas as edições da Expomin, a Intermas participa da feira com o objetivo de marcar presença neste mercado, apresentando suas novas tecnologias, e continuar desenvolvendo um trabalho técnico junto às engenharias, consultorias, instaladores, construtoras e representantes locais. “A mineração é um dos nossos maiores mercados no Chile devido aos volumes consumidos. Em contrapartida, é um mercado muito técnico e rigoroso quanto aos controles de qualidade, certificados e testes de produtos. Felizmente, Intermas vem aumentando sua presença ao longo dos anos”, explica Gabriel Rodrigues dos Santos, da Intermas, fabricante de georredes e geocompostos drenantes.

Expomin reúne empresas, profissionais do setor e acadêmicos

Expomin reúne empresas, profissionais do setor e acadêmicos

Já a Maccaferri vai expor soluções que agregam segurança, aperfeiçoam a produção das minas, recriam condições naturais, sem perder de vista a redução de custos. O portfólio da Maccaferri está presente em diversas mineradoras ao redor do mundo como, por exemplo, Mina Jericho Diamond, no Canadá, Indústria Carbonífera Rio Deserto, no Brasil, Mina Poderosa e Chungar, no Peru, entre outras. Na Expomin, a empresa vai destacar os gabiões, colchões Reno, geossintéticos MacDrain e MacTex e os sistemasMac.Ro. “Nas minas subterrâneas, nossas soluções contribuem para o reforço e sustentação das galerias ou túneis, além de viabilizar os pavimentos de acesso. Na mineração a céu aberto, atendemos as obras de estabilização, proteção e recuperação de taludes e cavas”, detalha o engenheiro da Maccaferri, Paulo Ferretti.

Já a Cipatex aposta no setor de mineração, que tem grande oportunidade de negócios para o mercado de geomembranas, mantas de PVC empregadas na impermeabilização de lagoas de evaporação e decantação, em pilhas de lixiviação e tanques de rejeitos minerais. Segundo a fabricante de geomembranas de PVC, o Chile é um dos principais destinos das mantas de PVC produzidas pela empresa. Para um projeto realizado no Deserto do Atacama, por exemplo, a companhia forneceu oito mil toneladas de geomembranas Cipageo. O material foi aplicado na impermeabilização de lagoas de evaporação e decantação. E este ano, pela primeira vez, a empresa fechou negócios com uma mineradora de ouro com sede corporativa em Toronto, no Canadá, para extração de cobre no Chile e deverá fornecer até dezembro 360 mil m² do produto.

Para obter mais informações sobre a feira acesse o site do evento: www.expomin.cl.