Especialistas discutem novo momento do setor de barragens

Começou na segunda-feira (21) o XI Simpósio sobre Pequenas e Médias Centrais Hidrelétricas e o II Simpósio sobre Usinas Hidrelétricas Reversíveis, ambos promovidos pelo Comitê Brasileiro de Barragens (CBDB). Até quarta-feira (23), cerca de 200 especialistas do setor energia e barragens discutem nova legislação, cenário de energia e lições de acidentes com as estruturas.

Antonio Celso de Abreu Jr., subsecretário de Energias Renováveis da ‎Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo

A abertura contou com a presença de Antonio Celso de Abreu Jr., subsecretário de Energias Renováveis da ‎Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, que apresentou o potencial hidrelétrico remanescente do Estado de São Paulo. Em seguida, o superintendente de regulação dos serviços de geração da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), Christiano Vieira da Silva, proferiu a palestra magna sobre Questões regulatórias e perspectivas para viabilização das centrais hidrelétricas pequenas, médias e reversíveis.

Foram expostos os últimos avanços regulatórios do setor, leilões de expansão de geração de energia, os empreendimentos em estudo e a nova dinâmica do parque gerador do Brasil. “O cenário atual é de hidrologia a fio d’água, renováveis não hídricas e geração distribuída”, comentou. Segundo Vieira, a tendência é de preços decrescentes com os mananciais não hídricos, uma vez que a hidroeletricidade ainda apresenta custos mais altos por conta das questões ambientais”. Por outro lado, afirmou que a diversidade da matriz energética exige segurança e confiabilidade.

Nesta terça-feira (22), entre os destaques esteve a palestra do presidente da Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas e Centrais Geradoras Hidrelétricas, Paulo Arbex, que falou sobre viabilização das PCHs na matriz energética e no mercado, além de aspectos regulatórios e de financiabilidade. À tarde, os debates ficam por conta da viabilização das usinas reversíveis, que trabalham com armazenamento de energia para equilíbrio do sistema, e a palestra de Bernardo Folly Aguiar, representante da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) do Governo Federal, sobre questões regulatórias das reversíveis.

Um dos pontos altos da programação acontece na quarta-feira (23), no II Encontro Técnico sobre Incidentes e Acidentes em Barragens, com a participação do especialista norte-americano Leslie Harder Jr., que falará sobre o Acidente e a Recuperação da Barragem de Oroville (EUA). “Teremos um debate técnico de alta profundidade sobre a segurança destas estruturas, que compreendem grandes reservatórios de água e rejeitos e exigem procedimentos rigorosos de manutenção e gestão para evitar acidentes de porte imprevisível”, afirma o presidente do CBDB, Carlos Henrique Medeiros.

Ao final dos trabalhos, haverá o lançamento da Carta de São Paulo do Comitê com a defesa da retomada dos projetos e obras de PCHs e usinas reversíveis com destaque para os reservatórios de acumulação e usos múltiplos indispensáveis à sociedade.

Para mais informações em: www.cbdb.org.br/xispmch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.