Inscrições de resumos para o Regeo e Geossintéticos 2015 vão até esta sexta-feira

Geossintéticos 2015Foi prorrogado até esta sexta-feira (21) o prazo para o envio de resumos para o Regeo 2015 (VIII Congresso Brasileiro de Geotecnia Ambiental) e o Geossintéticos 2015 (VII Congresso Brasileiro de Geossintéticos) que acontecem de 19 a 21 de julho de 2015, no Centro Universitário de Brasília (Uniceub). Os interessados deve se inscrever pelo link para submissão de resumos, veja aqui o modelo.

Voltados à aplicação de técnicas e pesquisas realizadas sobre essas duas áreas, os congressos trarão como tema principal a Engenharia Geotécnica com Sustentabilidade”. Esse tema, segundo Gregório Araújo, presidente do Geossintéticos, é de “extrema” importância. “Vivemos em um mundo com retenção de recursos naturais e números crescentes de habitantes”, afirma. “Temos que pensar em nossas obras de maneira mais sustentável”.

Outro ponto destacado por Márcia Mascarenha, presidente do Regeo, diz respeito à importância que o Brasil e o mundo em geral têm dado à Geotecnia Ambiental. “A importância desta ciência tem sido destacada nas últimas décadas a partir do momento em que se percebeu a necessidade do conhecimento da Engenharia para resolver questões ambientais mais complexas”, afirma.

Ambos os presidentes dão atenção especial ao tema. Eles acreditam que as obras de Engenharia Geotécnica garantem melhor qualidade de vida à população e auxiliam no desenvolvimento econômico e social.

Mascarenha lembra ainda da importância da adoção de “ações sustentáveis para garantir a preservação dos recursos naturais e uma boa qualidade de vida para as futuras gerações”.

Além do tema central, os congressos contarão com sete outros temas cada um. Entre eles, estão as aplicações ambientais e aplicações de geossintéticos em rodovias e ferrovias, a caracterização tecnológica, reuso e disposição de rejeitos e estéreis de mineração e gestão do risco em geotecnia ambiental.

Os eventos, que ocorrem a cada quatro anos em um estado brasileiro diferente, têm chamado a atenção do meio técnico e atraído cada vez mais a presença de profissionais, estudantes e pesquisadores. Segundo Araújo, a participação para o ano que vem promete ser ainda mais expressiva do que a do Geossintéticos/Regeo 2011. “O evento está cada vez maior. No último, houve aproximadamente 400 pessoas. Para esse, esperamos pelo menos 500”.

Esse aumento, segundo Mascarenha, deve-se em parte ao fato de que a disciplina está presente hoje na grade curricular dos cursos de Engenharia Civil e Ambiental.

Os eventos são uma iniciativa da ABMS e da Associação Internacional de Geossintéticos (IGS Brasil), em ação conjunta com a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Centro Universitário de Brasília (Uniceub). À frente da organização está a empresa Qualidade Eventos.