Trabalho estuda capacidade de retenção de água em Telhados Verdes feitos com Geossintéticos

010-Condominio em Dusseldorf - Alemanha

Telhados verdes amplamente difundidos na Alemanha

O mestre em Engenharia pela UFRN, Thiago de Souza Louzada, e Fagner Alexandre Nunes de França, professor doutor pela UFRN, apresentaram ao GeoAmericas 2016 o trabalho “Capacidade de Retenção de Água de Telhados Verdes Construídos com Geossintéticos” (Use of Geosynthetics in Building Green Roofs: Analysis of Water Holding Capacity).

Segundo o artigo, os geossintéticos mostram-se importantes para o avanço da técnica, podem ser utilizados com diferentes funções, como na impermeabilização da base, na proteção contra raízes, como filtro, na drenagem, no armazenamento de água e na estabilidade do substrato, acarretando uma série de vantagens construtivas e funcionais aos projetos.

Neste trabalho buscou-se a partir de modelos físicos experimentais e um simulador de chuvas, observar a capacidade de retenção de água de diferentes configurações de telhados verdes, onde as va9riações se deram no material geossintético utilizado como camada drenante e na inclinação dos módulos.

Simulador de chuvas utilizado

Simulador de chuvas utilizado

Os resultados comprovaram que os telhados verdes mesmo que com 4 centímetros de altura de substrato, conseguem reter considerável quantidade de água, que somado ao atraso no inicio do escoamento, os torna uma medida compensatória nos sistemas de drenagem urbana. A capacidade de retenção ficou entre 47% quando inclinado e 65% quando plano para intensidades de precipitação de 44 mm/h e 42 mm/h respectivamente e 20 minutos de simulação.

Os telhados verdes, além de contribuírem no controle do escoamento superficial urbano, proporcionam vantagens, como a diminuição de ilhas de calor em centros urbanos, bom isolamento térmico em climas frios e quentes, melhora da qualidade do ar e outros. As coberturas verdes são relativamente populares na Europa, especialmente na Alemanha, país onde há uma ampla e crescente utilização do sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.