Uso de Tubos Geotêxtil para Acomodação de Rejeitos e Estéril em Sistemas de Disposição por Backfill

Empilhamento de Tubos têxtil em Salt Lake City (2009) – Maccaferri

Empilhamento de Tubos têxtil em Salt Lake City (2009) – Maccaferri.

Rafaela Baldí Fernandes, (do Núcleo de Geotecnia da Escola de Minas – NUGEO/UFOP) e Sander Elias Rodrigues (da Maccaferri do Brasil) apresentaram no Cobramseg 2016 um “Estudo para utilização de Tubos Geotêxtil para acomodação de rejeitos e estéril em sistemas de disposição por backfill”. Segundo o trabalho, alguns métodos de lavra permitem que grandes áreas já lavradas fiquem expostas, fazendo com que a opção de dispor rejeitos e estéril dentro da cava, seguindo o conceito de “backfilling”, seja viável.

A pequisa sustenta que a concepção de ocupação da cava através do empilhamento de tubos de geotêxtil preenchidos por rejeito sobre a área formada pela lavra, com seções intermediárias preenchidas por estéril, pode representar uma alternativa bem viável para o Backfill. O uso dos tubos possibilitam drenagem da fase líquida e retenção dos sólidos, com uma considerável redução do teor de umidade e consequente redução de volume, já que essa drenagem também proporciona uma acomodação dos sólidos dentro do tubo, desidratando e consolidando o material em seu interior.

Após a abertura dos tubos foi possível identificar a eficiência do adensamento no uso do floculante, o que está em consonância com os valores apresentados de turbidez e cor da água filtrada, bem como da quantidade de água coletada.

A íntegra do trabalho pode ser acessada clicando neste link.

Leia também: 
Brasil tem lugar de destaque em feira do setor de Mineração no Chile
Geossintéticos em Aplicações de Mineração: Reforço
Geossintéticos em Aplicações de Mineração: Contenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *